Pequenos Empresários : Como proteger seus Negócios?

Compartilhar esta publicação

Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no twitter
Compartilhar no email

O COVID-19, mais conhecido como coronavírus, mudou o cenário dos negócios em todos os lugares e irá levar algum tempo até que as economias local e nacional comecem a normalizar.

Em muitos lugares, empresas locais como bares, restaurantes e ginásios foram temporariamente encerrados por ordem do governo, a fim de impor protocolos de distanciamento social. Essa estratégia irá reduzir a propagação do vírus. Mas é obviamente prejudicial para as pequenas empresas. Então, o que os pequenos empresários podem fazer para proteger os seus negócios e preparar o terreno para recuperação e crescimento depois que o vírus for derrotado?

Aqui estão sete ideias:

 

  1. Tenha uma visão ampla

 

O mercado já experimentou anteriormente pandemias, recessões e transtornos, e muitas empresas prosperaram depois disso. Essa preocupação atual não será diferente. Use esse tempo como um de crescimento; mantenha a sua presença nos negócios e prepare-se para florescer quando o mercado se recuperar.

 

Embora os planos de curto prazo sejam necessários devido às mudanças rápidas de circunstâncias, eles não podem ser feitos à custa da estratégia de longo prazo. A pandemia de coronavírus COVID-19, como seus antecessores, não irá durar para sempre. Posicione-se para enfrentar o mundo pós-crise. As suas ações durante esse período irão afetar inevitavelmente o destino dos seus negócios quando as operações normais forem retomadas.

 

 

  1. Tranquilize os seus clientes

 

A primeira e mais imediata ação a ser feita é garantir aos clientes que os seus negócios ainda estão a funcionar – mesmo que não estejam abertos no momento – e que está a tomar medidas para impedi-los de adoecer.

 

Nesta semana, caixas de entrada em todos os lugares estão cheias de avisos de empresas que procuram acalmar nervos simultaneamente e explicar as medidas tomadas para limpar superfícies, aprovar protocolos de saneamento e garantir o bom funcionamento da empresa durante a crise.

 

Precisa fazer o mesmo. Use email, redes sociais e todos os outros canais eletrónicos para comunicar-se com os seus clientes.

 

 

  1. Trate dos funcionários

 

Se os seus clientes externos estão preocupados com o que o futuro reserva, também estão os seus clientes internos: Os seus funcionários.

 

Ninguém sabe quanto tempo essa crise vai durar ou quão severa será. Pode exigir que algumas empresas, se não a maioria, fechem ou limitem os serviços por semanas. Então, obviamente, os seus funcionários irão ficar extremamente preocupados com o futuro a curto prazo.

 

Agora é uma boa hora para conversar com os funcionários. Seja transparente com o que está a fazer. Tranquilize-os de que tudo irá acabar por voltar ao normal e explique como tem os seus interesses em mente. No mínimo, essas palavras gentis irão ajudar a acalmar os nervos e permitir-lhes permanecer esperançosos durante esta crise.

 

Se pode permitir que eles trabalhem remotamente, aqui estão algumas dicas:

 

– Use o Skype para comunicar-se com os funcionários. Pode criar grupos e separá-los por departamentos para reuniões e para partilhar informações importantes.

– Se precisar ter controle para ver os seus ecrãs, poderá usar o logmein para controlar remotamente o ecrã dos funcionários. Isso não é algo que recomendamos, mas queremos mencionar que está disponível.

– Use o Google Drive para partilhar documentos e colaborar online.

– Use um software de gestão de projetos para ajudar os seus funcionários a entender o fluxo do processo e suas responsabilidades. Nós usamos o Avaza.

– Use o ZohoDesk ou qualquer sistema de Suporte Técnico para criar templates de email para ajudar a sua equipe a comunicar-se de maneira mais rápida e eficiente com os seus clientes.

– Automatize o seu sistema de email. Use um sistema para criar respostas automáticas com base nos cliques dos clientes.

– Use um LiveChat, com inteligência artificial, para responder às perguntas mais frequentes

– Crie um sistema de reservas / comércio eletrónico para aceitar pagamentos on-line

– Aceite cartão de crédito online, mas iremos falar sobre isso no próximo tópico

 

  1. Use um sistema POS que permita vender on-line

 

O que pode fazer para reduzir o medo de infeção pelos clientes é minimizar o contacto humano e promover a limpeza na sua loja. Uma maneira de reduzir a quantidade de contacto humano necessária é automatizar o processo de pedido e pagamento.

Pode fazer isso implementando um sistema de POS para o seu negócio..

Esse tipo de sistema permite que os seus clientes visualizem o seu menu, façam pedidos  e efetuem pagamentos online.

Isso é benéfico para eles e para a sua equipe.

 

  1. Mantenha a Higiene Sanitária


Durante a crise, mas também depois de passar, pessoas e instituições estarão ainda mais preocupadas com a higienização. Como empresário, é importante estar atualizado com as exigências sanitárias nesse momento, ainda mais do que antes. Treinar funcionários para a forma correta de lavar as mãos, aprender a identificar um caso suspeito, reforçar as boas práticas de higienização das instalações, garantir a existência e uso adequado de equipamentos de proteção individual dos trabalhadores, promover um contato preventivo com os clientes e fornecedores, garantir a renovação do ar dos espaços de trabalho, definir um plano de contingência interno operacional, criar uma área de isolamento, reforçar as boas práticas de higiene e segurança alimentar, etc… são informações valiosas para este momento de crise.

 

  1. Alterne para o marketing digital  

Onde está a obter as suas informações sobre a crise do vírus? Se é como a maioria das pessoas, é no seu telemóvel

 

De momento, as empresas precisam transmitir as suas mensagens para onde as pessoas estão a olhar: e-mails, mensagens de texto, plataformas de redes sociais, blogs de notícias e outras estratégias digitais.

 

Agora não é hora de criar uma nova campanha de marketing para aumentar suas vendas. Esse pode ser o melhor momento para trabalhar no seu site. Pode ser uma boa altura para tratar das coisas das quais não tem tido tempo nos últimos anos. Se o seu site tiver entre 4 e 10 anos, é hora de considerar uma atualização. A mudança para o marketing digital permite que a sua empresa estabeleça uma ligação com os clientes direta e imediatamente, criando relacionamentos de confiança nos quais pode confiar após a crise.

 

FOCO NO FUTURO. Uma pequena quantidade de negócios e marcas irá lidar com essa situação da maneira certa. Seja esse negócio. As pessoas vão lembrar-se de como lidou com o seu marketing no momento. Então, em vez de enviar a sua mensagem hoje, concentre-se no futuro. Mais dicas para cuidar do seu marketing durante o tempo de crise, clique aqui.

 

  1. Considere REBRAND

 

No seu antigo texto “The Art of War”, o filósofo chinês Sun Tzu disse: “No caos está a oportunidade”.

 

Esta crise irá acabar por passar. A economia irá voltar ao normal, embora o cenário cultural provavelmente seja alterado permanentemente. Enquanto isso, considere usar esse tempo de interrupção para melhorar a imagem do seu negócio e adequar-se ao futuro.

 

Um excelente exemplo é a China. Há 2 meses atrás, a China foi escolhida como o vilão, pois o coronavírus espalhou-se para fora do país, para o resto do mundo.

 

Agora que o número de novos casos na China começou a cair e o país está a sair do modo de crise, a China está a melhorar a sua reputação internacional, alcançando países como Espanha e Itália e oferecendo a sua ajuda para lidar com emergências nacionais. Indo de vilão a herói.

Parceria : Lytron -SARA app – Zone Soft

 

TAG: estratégias, online, higiene, home office

 

Assine a nossa Newsletter

Receba atualizações e aprenda com os melhores

Mais para explorar

Melhore sua credibilidade e visibilidade. Obtenha mais leads.

Deixe-nos uma mensagem

Fale Conosco